Os animais silvestres, antes de tudo, não são feitos para serem criados em casas ou em ambientes fechados, que o privem sua liberdade.

Esses animais normalmente (ou deveriam), vivem em ambientes abertos e naturais como floresta, lagos, savanas e outros tipos de habitat.

A ideia que diferencia os animais silvestres dos domésticos é: viver em liberdade. A definição para animais silvestres, é aquele animal que nasce, vive e se cria dentro de um ecossistema natural.

Assim sendo, trazer um animal dessa espécie para o convívio doméstico, pode desequilibrar o psicológico do animal. Alguns animais silvestres são:

  • Arara Azul;
  • Papagaio;
  • Coruja;
  • Porquinho da índia;
  • Jabuti;
  • Curió.

Caso a pessoa seja autorizada a ter um animal silvestre como bicho de estimação, é necessária ficar atento em algumas questões.

Em primeiro lugar, ao se adquirir um animal desse tipo como doméstico, o dono precisa saber que não é seguro, pois existem chances do bicho se revoltar.

Além de ter ataques e transmitir doenças como, por exemplo, a malária, febre amarela e viroses desconhecidas.

Ele pode perde sua própria identidade e com isso, gerar uma depressão devido a solidão — pois o ritmo da cidade grande é muito louco e frenético.

E, dependendo da profissão do dono, esses animais ficaram bastante tempo sozinhos — e ou vir a ter dificuldade de reprodução.

Nesse caso, é muito importante que o dono leve-o para um veterinário especialista em animais silvestres de estimação, para fazer o diagnóstico.

Outros fatores que pode trazer desconforto ao animal, são: estrutura pequena, alimentação inapropriada e contágio de viroses/ doenças humanas, pois ao contrair uma virose, poderia ser fatal e até levar o bicho a óbito.

O que é um animal não-convencional?

Todo o animal silvestre é exótico, por causa dessa denominação, quando adotados como bicho de estimação, são considerados animais não-convencionais.

No Brasil, esse tipo de adoção cresceu, assim como, o número de profissionais especializando nesses cuidados. Um exemplo, é que existe veterinário para aves.

Para poder criar um pet desses, é primordial que a pessoa interessada tenha uma documentação comprovando que está dentro das leis e que realmente é dono legal do animal.

Caso não tenha comprovação alguma, criar qualquer espécie é declarado crime ambiental. É preferível fazer uma pesquisa sobre a espécie que quer adotar.

Exemplificando, antes de pegar um papagaio para criar, recomenda-se procurar um veterinário de aves que é especialista no assunto e questioná-lo a respeito dos hábitos alimentares da ave.

Além de quais são os seus costumes; qual é o melhor jeito de inseri-la na residência para que ela não estranhe.

E como que é o tipo de ambiente mais favorável para o bem-estar dela; perguntas que contribuem para uma qualidade de vida.

E se mesmo seguindo todas as dicas e orientações passada pelo veterinário, o animal apresentar algo diferente, o recomendável é levá-lo ao centro veterinário para animais silvestres.

São nesses centros de atendimento, que os pets não-convencionais são medicados e tratados. Outro detalhe a respeito desses animais, é que existem animais que demoram a se acostumar com o dono.

Exemplo, os porquinhos-da-índia demoram até anos para terem afeição e se acostumarem com os humanos. Nesse caso, o indicado é respeitar o animal e não ultrapassar o limite.

Conheça alguns animais exóticos

Os animais silvestres ou exóticos ou não-convencionais têm lá o seu charme e graça, então, destacamos aqui alguns:

Cacatua

A cacatua é uma ave de origem australiana e costuma viver em regiões que são banhadas pelo Oceano Pacífico. Vive em média até os 65 anos, pode ter 2 kg e 80 centímetros.

Custa em torno de R$ 8 mil reais e requer muita atenção do dono. Caso ela apresente algum sintoma estranho, não hesite em levá-la ao veterinário especialista em pássaro.

Cobra Corn Snake

A cobra Corn Snake (cobra do milho), consegue lidar bem dentro de uma casa, tem um temperamento suave e calmo.

É dócil e suas cores chamam muita atenção. Esse animal tem o valor de R$ 300,00 a R$ 600,00.

Tarântula

A tarântula é outro animal que muitos procuram, ela é fácil de criar desde que compre um aquário e a alimente com insetos.

Ela não é perigosa aos humanos, porém para outros mamíferos é. Custa de R$ 500,00 a R$ 1.500,00.

Micro porco

O micro porco não é considerado silvestre, mas tem características de um tradicional animal de estimação e são bem inteligentes.

Ficando atrás somente dos humanos, macacos e golfinhos. Seu preço está por volta de R$2.000,00.

Lembrando que esses animais requerem cuidados especializados, quando apresentarem algum sintoma diferente.

Por isso, procure o quanto antes uma clínica especializado em animais silvestres, para auxiliar no tratamento mais adequado para cada tipo de pet não-convencional.

Os animais silvestres podem viver como pet’s?
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *